Centro Paula Souza: 45 anos de ditadura!

Posted: 4 de Abril de 2014 by independentefatecsp in Fatec

Caros leitores, segue mais uma bela charge, do artista e caricaturista Tema:

Laura Laganá

Neste trabalho Tema faz um trocadilho artistico entre as estruturas autoritárias do Centro Paula Souza (CEETEPS) e os 50 anos do golpe Militar.

E já que estamos falando em golpe, não deixem de participar do debate na Fatec-SP sobre os… 50 anos do Golpe Militar.

O evento está sendo organizado pelo Centro Acadêmico XXIII de Abril e ocorrerá no dia 09/04/2014 às 18h.

Anúncios
Comentários
  1. 1° O professor não é obrigado a trabalhar na Fatec. Se está insatisfeito com o salário, procure outro emprego.
    2° Assistência estudantil, ok.
    3° Aumento de salários? Reforço o que foi dito em 1°. Ou vocês preferem que as Fatecs se tornem elefantes brancos com orçamentos que gastam mais com professores do que com pesquisa e infraestrutura? Escolham. Dinheiro não dá em árvore (e se desse, a inflação aumentava).
    4° Pesquisa? Ok, mas devem lembrar que TECNÓLOGO FOI CRIADO PARA ATENDER DEMANDAS DO MERCADO, não para ser cientista. Se quer ser cientista, faça um bacharelado. Não estou dizendo que um tecnólogo é incapaz, mas não é o mais qualificado para tal atuação. Negar isso é tentar alimentar o próprio ego. Obs.: Faço tecnologia.
    5° Bandejão. Ok.
    6° Não tem verba mesmo. A prioridade é Unesp, USP e Unicamp. Devemos nos contentar com isso. O objetivo da Fatec é formar profissionais para serem absorvidos pelo mercado rapidamente, e ponto.

    • Um comentário sobre o item 4º, pesquisa:
      As empresas que competem no mercado não precisam inovar? Você acha que inovação é retórica vazia? Inovar não é justamente investir em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e serviços?
      As empresas privadas de ponta, todas elas, pesquisam e desenvolvem. Quando eu falo em pesquisa, não estou me referindo a astronomia, física molecular ou sobre composição dos átomos. Estou falando em desenvolvimento de novas tecnologias, com o objetivo de agregar valor aos produtos, tornando-os mais baratos e eficientes. Resumindo, estou falando em vantagens competitivas, ou seja, do mercado no sentido mais puro do termo.
      Não se deixe enganar pela fala irresponsável de certos professores fracassados e incompetentes. Se você é aluno, deve conhecer bem nível ridículo da maioria das aulas. Nem a ementa básica dos cursos, esses professores são capazes de cumprir. Por isso (e por outros motivos) que o Brasil nunca saiu do atraso tecnológico. Somos operadores (e medíocres ainda por cima) de tecnologias que vem de fora, desenvolvidas pelos laboratórios das grandes empresas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s